Kidinjury

Pais, não façam isto aos vossos filhos !

1 1410

Pronação Dolorosa... e coloca dolorosa nisso...

 

Você tem filhos com até 5 anos? Convive com crianças nesta idade? Sabe o que é "Pronação Dolorosa"?


 

Hoje eu me senti profundamente incomodada e resolvi fazer um post sobre este assunto, você já ouviu falar em “pronação dolorosa”? 
 
O que é Pronação Dolorosa? 
 
 
 
“É um pequeno deslocamento da cabeça do rádio em relação ao ligamento anular. O rádio é um dos ossos do antebraço e cabeça do rádio é a porção deste osso que participa da articulação do cotovelo. O ligamento anular envolve a cabeça do rádio como um anel. Esta lesão ocorre em crianças menores de cinco anos, devido à consistência mais elástica dos ligamentos e ao desenvolvimento ósseo incompleto. A história é quase sempre a mesma. A criança é puxada pela mão ou pelo antebraço; por exemplo, quando a mãe segura a criança para que esta não saia correndo pela rua, ou quando a criança é balançada pelos braços”. 
 
Eu nunca tinha escutado falar sobre isso até que um dia no consultório da pediatra enquanto esperava ser atendida, vi um menino, filho de uma colombiana, um menino muito alegre que eu já brinquei outras vezes, mas neste dia estava quietinho e com olhar meio perdido. Tentei chamar a atenção dele, brincar, mas ele não quis papo. Depois, quando fui atendida, a pediatra comentou que ele tinha três anos e devia estar sentindo muita dor há dias, ele era uma criança ativa e bem comunicativa normalmente, mas que brincando sofreu um trauma e, por isso, estava quieto, com o braço junto ao corpo para aliviar a dor e ainda ia passar por um “puxão” para colocar o osso no lugar.
 
 
Ela comentou também que isto estava acontecendo com certa frequência, quase um caso por mês no consultório dela. Na semana seguinte fui a um hospital que atende urgência pediátrica e lá estava mais um garotinho com menos de dois anos que também havia se machucado brincando com os pais e me lembrei de um post que eu vi circulando na internet há alguns meses e procurando achei e compartilhei na minha rede.
 
 
Para minha surpresa, em dez dias foram mais de 2 mil compartilhamentos e vários comentários de pais confirmando que já passaram por isso com seus filhos. Um dos comentários que mais me mobilizou foi de uma mãe que disse que o trauma ocorreu com seu filho quando ele estava aprendendo a andar. 
 
 
 
“Meu filho teve deslocamento da cabeça do rádio enquanto dava os primeiros passinhos. Andando de mãos dadas com o pai, ele ia cair, o pai por reflexo puxou pela mão pra evitar a queda. Esse problema só "parou" agora, aos seis anos. Dói muito. Ele berrava de dor quando o médico fazia a manobra. Chegou a usar gesso duas vezes. Graças a Deus não tem acontecido mais”! 
 
Uma outra mãe informa que a filha “teve três ocorrências dessas, em juntas diferentes, e em idades diferentes...” 
 
O pior é que uma das formas mais comuns que provocam este trauma é uma brincadeira que a criançada se amarra... aposto que vocês adoravam também quando criança, quer ver? 
 

Realmente era muito legal brincar assim, mas graças a Deus não sofri nenhum trauma e agora, com tanta informação acessível, não tem o porque expor nossas crianças a esses riscos, não é? Existem trocentas brincadeiras legais e seguras para fazer, pelo amor de Deus! 

Outra situação também comum é a “escalada”, acho que de uns três meses para cá, desde que a minha filha completou um aninho e começou a andar, pelo menos duas pessoas “ensaiaram” brincar com ela assim, mas como eu já conhecia os riscos, impedi. Foram pessoas que claro, não queriam nenhum mal para a minha pequena, pessoas responsáveis que eu confio, mas que nunca viram este tipo de acidente ocorrer e não conheciam os riscos. 
Por isso acho tão importante divulgar. Pirraça...
 

Enfim, segundo o Hospital Israelita Albert Einstein:  
 

Tratamento 

Procurar atendimento médico para que seja feito o adequado tratamento. 
 
Na vigência da descrição clássica do trauma, o procedimento a ser realizado se chama redução, que consiste em “colocar o osso deslocado no lugar”. Feito isso, a melhora da dor e o restabelecimento dos movimentos são quase imediatos. 
 

Evite 

 
Manipular o braço da criança, principalmente quando o momento do trauma não foi testemunhado, ou seja, quando há apenas o relato de trauma e choro. Procure atendimento médico imediato. 
 

Como prevenir a Pronação Dolorosa? 

 
Evite puxar a criança pelas mãos; desta forma, não ocorre o mecanismo de tração sobre o cotovelo. 
 
Essa orientação deve ser seguida pelos pais, cuidadores, babás, professores, irmãos e outras pessoas que tenham contato com a criança. 
 
Caso você já tenha passado por isso com seus filhos com com crianças com que convive, comente a postagem para servir de alerta para outros pais.
 
Bjus e até o próximo post.
 
Referências: 
 
Pronação Dolorosa, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. 
 
Cotovelo deslocado em crianças (Pronação Dolorosa), Hospital Israelita Albert Einstein
 
 
 
FONTE: Blog Melhor Mãe do Mundo

DATA: [2016/05/22]

CATEGORIA: Kidinjury Responde

Contactos

Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, por favor utilize o nosso formulário de contacto. Agradecemos desde já o seu contributo.